• 1801
  • 2
  • 2
  • 0

Menina desenvolve wearable para ajudar doentes com doença de Parkinson

Partilhado por Ana Duarte a 01/07/2019 - 16:24

Sobre a solução

Attis, um projeto nomeado em homenagem ao deus grego da vegetação e em homenagem ao seu avô que gostava de jardinagem, consiste num wearable que ajuda pessoas com doença de Parkinson e tremores.

Consiste numa pulseira com campainhas de telemóvel conectadas a uma bateria e módulo de controle, que utiliza o princípio da distração.

Anne teve a ideia através do filme The King’s Speech, que conta a história do rei George, que tinha problemas de fala e usava música para afastar a mente da sua gaguez.

“Pensei que se pudesse aplicar o princípio da distração ao cérebro humano e à mão, poderia parar os tremores involuntários que o cérebro envia para a mão”, explicou.

A aluna construiu o dispositivo conectando vários motores de célula (os pequenos vibradores encontrados em telemóveis para criar um zumbido) na parte inferior de uma pulseira elástica. Ela anexou um transformador ao topo da banda usado para aumentar e diminuir a intensidade da vibração.

Anne testou o aparelho em três doentes e este mostrou-se eficaz em coisas simples como escrever e segurar uma chávena e um pires.

Esta invenção permitiu que a menina ganhasse mais de US $ 3.000 em bolsas de estudos e prémios em dinheiro ao ocupar o segundo lugar na Bay Area Science and Engineering Fair em Hamilton, Canadá, e o primeiro lugar na feira internacional de ciência e engenharia da Intel em Phoenix, Arizona.

Adaptado de: https://bit.ly/2KTq0gf
https://bit.ly/3254ACv

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Anne Jing, do Canadá, era uma estudante de 17 anos quando criou o Attis, um dispositivo para ajudar a doença de Parkinson a fazer rotinas diárias simples, como vestir, comer e escrever. Ela foi inspirada pelo seu falecido avô, que sofria desta doença.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar